Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estremoz@Ler, Estremoz@Crescer

Este blog foi criado para mostrar todas as atividades desenvolvidas pelas bibliotecas escolares, do Agrupamento de Escolas de Estremoz, no âmbito do projeto aLer+.

Estremoz@Ler, Estremoz@Crescer

Este blog foi criado para mostrar todas as atividades desenvolvidas pelas bibliotecas escolares, do Agrupamento de Escolas de Estremoz, no âmbito do projeto aLer+.

Clube de Leitura na Escola

Apesar das dificuldades sentidas, a turma do 4º ano, turma F, da EB da Mata, já deu início à atividade Clube de Leitura na Escola. A primeira Tertúlia foi dedicada a fábula "A GALINHA DOS OVOS DE OURO"  de Jean de La Fontaine.

Aqui ficam alguns registos  que os alunos disseram sobre esta história:

“Era uma vez uma galinha especial”

– Tal como a galinha, que era especial, também há pessoas especiais que são lindas como as outras pessoas. (Inês)

“Quem tudo quer, tudo perde”

- É nesta frase que está a moral da história. O lavrador não se contentou com o ovo que a galinha punha todos os dias, queria sempre mais. Com a ganância, acabou por matar a galinha e ficou sem nada. (Sofia)

- O lavrador ficou sem paciência para esperar por um ovo por dia. Pensava que dentro da galinha havia um tesouro e assim matou a galinha… Mas, arrependeu-se porque não havia tesouro e perdeu tudo. (Rodrigo)

- O dono era ganancioso, ele só queria a galinha porque ela punha ovos de ouro. O dono não queria a galinha, só queria ficar rico e depois, quando abriu a galinha, ficou sem os ovos e sem galinha. (Clara)

- Tem que se saber esperar para alcançarmos os objetivos. (Vasco)

- Porque tudo leva o seu tempo. (João Rolo)

- Nós temos tempo para tudo. (Guilherme)

- Nós temos de ter paciência e esperar porque assim poderemos alcançar o que queremos. (Rafael)

- Nunca nos devemos levar pela ganância, mas sim agradecer o que temos, agradecer por não termos guerra no nosso país, nem na nossa cidade. (Inês)

“Há pessoas que ficam pobres por causa da ambição, por quererem enriquecer depressa demais”

- Eu não gosto de pessoas ambiciosas porque quem tudo quer, tudo perde, como se comprova na história. (Pedro)

- A riqueza não interessa, o que interessa é o amor. (Carolina Martins)

“Era uma vez uma galinha muito especial. À primeira vista parecia uma galinha igualzinha às outras. Comia milho como as outras galinhas, cacarejava como as outras galinhas, punha ovos como todas as outras...”

- Eu gostei destas frases porque ela não era diferente, apenas tinha algo que a fazia especial. (Lisete)

- Não devemos dar um valor a uma coisa, à primeira vista. Devemos conhecer o que carateriza cada objeto, cada animal… para podermos tirar as nossas conclusões, de forma certa. (António)

“Mal o pensou, logo o fez, mas também logo se arrependeu, pois, assim que viu a galinha por dentro, percebeu que ela era igual a todas as outras galinhas da sua capoeira e que não havia tesouro.”

- As galinhas são iguais. O lavrador só estava a pensar em dinheiro. Nós não podemos pensar só em dinheiro, temos de pensar no que a gente tem. (Margarida)

- Em primeiro lugar não devemos fazer mal aos animais, não podemos pensar apenas em dinheiro e em nós. O lavrador já estava com toda a sorte do Mundo, mas como não foi paciente já queria toda a sorte do Universo. Mas isso é impossível e então ficou sem a galinha. Última coisa, o ouro não é a coisa mais valiosa do Mundo, porque na verdade, a coisa mais valiosa são os amigos. (Levi)

“Se calhar o homem tem fome, coitado!

- Esta frase demonstra a inocência da galinha e a sua sensibilidade. (Martim)

" Vou matar a galinha. Vou abri-la e ficarei rico para sempre. Já estou farto de esperar".

- O homem foi impaciente e matou a galinha e em vez de ficar rico, ficou pobre. (Santiago